A dermatologista da Neoderme e membro da Sociedade Brasileira de Dermatologia (SBD) e do Grupo Brasileiro de Melanoma (GBM) Giseli de Mattos Diosti Stein concedeu uma entrevista à Gazeta do Povo, onde comentou sobre um possível caso de câncer de pele nos EUA.

Aproveite:

:: Promoção de depilação definitiva: R$ 95 a sessão. Clique aqui e saiba mais!

Karolina Jasko, 20 anos, Miss Illinois (EUA), tinha 18 anos quando percebeu uma linha preta que ia da base à ponta da unha de seu polegar direito. Intrigada, procurou um médico e descobriu que estava com câncer de pele. O médico disse que provavelmente ela teve o problema por fazer as unhas no salão, pela luz.

No entanto, segundo a doutora Giseli, não há motivo para pânico. “Parece que a quantidade de raios UV a que a mulher é exposta nesses procedimentos é muito pequena para induzir um melanoma. Mesmo assim, a orientação é que as mulheres que têm o costume de aplicar unhas de gel usem, durante a exposição à luz UV, luvas que deixem apenas as pontas dos dedos expostas”, comentou.

Clique aqui e leia a entrevista completa.