A harmonização facial consiste em um conjunto de procedimentos que visam deixar a face com um aspecto mais jovial, trazendo de volta o formato de rosto que tínhamos quando éramos mais jovens. E como isso acontece?

À medida que envelhecemos, já a partir dos 25 anos, iniciam-se uma série de alterações na estrutura facial que, ao longo dos anos, vão deixando a face com um aspecto de cansaço e envelhecimento.

As principais alterações na estrutura facial compreendem a reabsorção dos ossos da face e reabsorção da gordura facial, e somado a isso, o afinamento da pele com a perda de colágeno. Tudo isso vai levando a um “derretimento” do rosto: o que deixa a região do malar (bochecha) caída, o contorno facial pouco definido, as olheiras profundas, o bigode chinês mais evidente, um acúmulo de gordura nos lados do queixo (o famoso “buldogue”), afinamento dos lábios, queda dos cantos da boca (dando um aspecto de triste) e atrofia das têmporas, ou seja, uma desestruturação da arquitetura do rosto nos níveis mais profundos.

Todas essas alterações vão acontecendo muito lentamente já a partir dos 25 anos, e a sua evidenciação mais clara depende de muitos fatores, tais como genética, tabagismo, alterações de peso, alimentação, estrutura facial prévia, fatores hormonais, atividade física, uso de alguns tipos de medicamentos e algumas doenças sistêmicas.

Com os procedimentos de harmonização facial, que incluem aplicação de ácido hialurônico, medicamento que relaxa o músculo e bioestimuladores, o objetivo é recuperar a estrutura facial que foi ‘caindo’ com o passar do tempo.

A aplicação de ácido hialurônico dá um resultado de sustentação e lifting dos contornos de forma imediata. Os bioestimuladores (Scultpra, Radiesse) dão sustentação e aumento de colágeno ao longo dos meses após a aplicação, o que auxilia e muito no tratamento e prevenção do envelhecimento. E o medicamento que relaxa o músculo é responsável pelo relaxamento muscular da face e pescoço.

Quais os principais objetivos da harmonização facial?

– REJUVENESCIMENTO

– PREVENÇÃO

– “BEAUTIFICATION

A harmonização facial possibilita a correção de algumas alterações estéticas como olheiras (quando profundas), contorno da mandíbula, contorno malar, sulcos (bigode chinês), contorno e volume dos lábios, qualidade da pele, contorno do queixo, levantamento das sobrancelhas, levantamento dos cantos da boca, relaxamento da musculatura da testa e olhos e relaxamento do músculo superficial do pescoço (platisma).

Os bioestimuladores atuam diretamente na prevenção, pois ativam diretamente o colágeno, e com o aumento do colágeno possibilitam qualidade da pele e sustentação facial.

Além disso, a harmonização possibilita um embelezamento, pois com ela é possível acentuar o formato do osso zigomático (dando um aspecto de ‘top model’), e acentuar o osso da mandíbula, deixando o contorno facial bem definido.

E os MD CODES?

MD CODES (medical codes) é o nome dado à sistematização da técnica de preenchimento facial com ácido hialurônico, técnica criada pelo cirurgião plástico de São Paulo Maurício de Maio. Ele localizou e deu nome aos pontos-chave para preenchimento facial.

E quais os objetivos do MD CODES?

Os objetivos do MD CODES se misturam com os objetivos da harmonização facial. São eles: deixar o rosto mais descansado, menos triste, menos flácido, mais magro, mais atraente, e mais masculino/mais feminino.

Quem tem indicação de passar por esse procedimento?

Qualquer pessoa (homens ou mulheres) que tenha alguma dessas alterações citadas acima ou pacientes que estejam buscando o rejuvenescimento.

Geralmente é indicada a partir dos 18 anos, mas em casos selecionados pode ser feita em idades mais precoces.

Como funciona o procedimento?

O procedimento pode ser feito em etapas.

A aplicação do ácido hialurônico é feita em pontos específicos para obtermos a elevação de toda a face, desde a região da fronte até a região da mandíbula e queixo. Essa sustentação também pode ser feita em etapas. E a quantidade de pontos depende das alterações que o indivíduo tem. A aplicação pode ser dividida pelos terços da face, mas geralmente inicia-se pelo terço médio (região do malar).

A aplicação do medicamento que relaxa o músculo pode ser feita na mesma sessão da aplicação do ácido hialurônico.

E em alguns casos o bioestimulador pode ser feito na mesma sessão (quando aplicado em pontos diferentes), ou 1 ou 2 meses após o ácido hialurônico (quando de forma global).

Lembrando que não existe uma fórmula igual para todos. O tratamento deve ser individualizado, e assim os resultados obtidos são extremamente naturais.

Agende uma consulta e conheça mais sobre a harmonização facial. Entre em contato pelo WhatsApp: (41) 9 9225-1119.

 

Consulte seu dermatologista antes de qualquer procedimento. Os resultados podem variar de acordo com o paciente. Estas informações não substituem uma consulta médica.

Diretora técnica: dra. Giseli de Mattos Diosti Stein – Dermatologia | CRM-PR 22818 / RQE 462

 

Entre em contato