Rua Carneiro Lobo, 468 - 12o Andar, Batel - Curitiba PR

contato@neoderme.com.br

Endereço

Rua Carneiro Lobo, 468 - 12o Andar, Batel - Curitiba PR

Contato

contato@neoderme.com.br

Drenagem linfática

O que é

A drenagem linfática é uma massagem que pode ser feita tanto por aparelhos específicos como manualmente, com o objetivo de ativar a circulação sanguínea e linfática.

Nos dias mais quentes, o inchaço no corpo, principalmente nas pernas, é notado com mais facilidade, e as mulheres são as que mais sofrem. Por isso, boa parte delas procura a drenagem linfática pois é o método mais eficaz para retenção de líquidos e o resultado é imediato. O inchaço também pode ter diferentes causas, e as principais podem estar relacionadas à TPM, à má alimentação ou até mesmo a fatores genéticos. O acúmulo de líquido gera sensação de peso nas coxas, pernas e pés.

A drenagem linfática deve ser realizada por um profissional especializado e aplicada com movimentos leves, de forma suave e com ritmo lento, massageando os linfáticos e favorecendo o retorno venoso. Desta forma o corpo tem mais facilidade de eliminar as toxinas e os radicais livres acumulados. É possível drenar o inchaço causado pela celulite.

Objetivo da drenagem linfática

A drenagem linfática tem como objetivo aumentar o volume e a velocidade da linfa (fluido responsável pela eliminação das impurezas que as células produzem durante seu metabolismo) a ser transportada pelos vasos e ductos linfáticos, por meio de manobras que imitem o bombeamento fisiológico.

Principais benefícios

A drenagem linfática melhora a circulação, diminui possíveis dores, promove o relaxamento do corpo, faz o famoso ‘detox’ corporal e diminui o padrão de celulite pela eliminação do volume de líquidos e toxinas.

Pré e pós-operatório

A drenagem linfática também é indicada para tratamentos pré e pós-operatórios. Dependendo da cirurgia, a drenagem se torna indispensável. Um bom tratamento com drenagem linfática faz com que o resultado final, de uma cirurgia plástica, por exemplo, tenha muito sucesso.

A drenagem linfática no pré-operatório faz com que o corpo fique mais hidratado e sistema imunológico mais forte, além do relaxamento e confiança que ela traz. Já no pós-operatório o procedimento diminui hematomas, inchaços, ajuda a acelerar a regeneração da região e diminui o processo inflamatório.

Quantidade de sessões

O ideal é fazer de 2 a 3 sessões de drenagem linfática por semana.

Contraindicações

As principais contraindicações da drenagem linfática são: pacientes em tratamento de câncer (a drenagem pode levar células cancerígenas para outras regiões), gestante até a 14ª semana (só podem realizar drenagem após liberação médica); infecções ou processo inflamatório agudo; febre ou insuficiência cardíaca; doença grave de rim com dependência de diurético e hemodiálise; trombose; flebites; asma; doença cutânea com pele em erupção e vermelha; hipertensão não controlada, edemas de origem cardíaca, imunodepressão, entre outros.

Drenagem linfática e perda de peso

Na balança e na aparência pós-procedimento ocorre diminuição de medidas e perda de peso na hora (até 3kg em uma única sessão). No entanto, não é possível afirmar que o paciente emagreceu: ele apenas perdeu excesso de líquido.

Varizes x drenagem linfática

Quem tem varizes pode e deve fazer drenagem linfática, pois ela minimiza os sintomas do problema. Mas vale lembrar: é importante ter certeza de que este paciente não possui trombose. Nesse caso, é indispensável a liberação médica.

Alimentação e inchaço

Os industrializados fazem mal à saúde, e quando o assunto é inchaço eles aparecem como os principais vilões. Este grupo é rico em sódio, conservantes e corantes, por isso, é sempre bom evitá-los. Para quem não dispensa bebidas alcoólicas, outro alerta: o álcool também tem papel importante na retenção. Ele interfere em alguns processos bioquímicos da glicose no sangue e na absorção de água pelos rins.

Agende sua avaliação

    Open chat