Na gestação é normal que a mulher fique inchada, e o inchaço vai afetar principalmente as pernas, mãos, rosto e pés. Durante a gravidez aumenta de forma considerável a quantidade de sangue e fluidos circulantes no corpo por causa da placenta e da nutrição do bebê. Mas é possível diminuir esse incômodo através da drenagem linfática. 

A drenagem linfática consiste numa massagem que pode ser feita tanto por aparelhos específicos como manualmente, com o objetivo de ativar a circulação sanguínea e linfática, eliminar as toxinas e diminuir o incômodo inchaço. 

Ela é realizada por um profissional especializado e deve ser feita com movimentos leves, de forma suave e com ritmo lento, massageando os linfáticos e favorecendo o retorno venoso.

:: Toda gestante pode fazer drenagem linfática?

Durante os três primeiros meses de gestação, a drenagem linfática não é recomendada para as gestantes. Depois desse período, a proibição é para as mamães com hipertensão não controlada, insuficiência renal, trombose venosa profunda ou qualquer doença relacionada ao sistema linfático.

É importante que a gestante tenha sempre a liberação do seu médico para esse e outros procedimentos estéticos.

:: Vantagens da drenagem linfática

Confira algumas vantagens da drenagem linfática:

Quer saber mais sobre drenagem linfática? Fale com a gente!

Diretora técnica: Dra. Giseli de Mattos Diosti Stein – Dermatologia / CRM-PR 22818 / RQE 462